Quem nunca se deparou com um post totalmente desagradável em sua news feed do Facebook? Quantos já não tiveram vontade de dar um toque para um amigo sem noção que insiste em ser mal educado nas redes sociais. Pois é, a advogada Leandra Zanqueta foi além de alertar um amigo. Em um desses momentos de indignação surgiu a ideia de escrever um livro sobre o assunto, e foi aí que nasceu a obra, que já é sucesso mundial, ‘’Diálogo Sobre Etiqueta no Facebook’’, publicado pela editora Dracaena.

O livro é a primeira obra da paulista que nasceu em Fernandópolis e atualmente mora há oito anos nos Estados Unidos, na cidade de Fort Collins, Colorado. Ela acertou em cheio! O que a princípio eram apenas rascunhos de capítulos, ao final se transformaram em um livro que hoje é referência no assunto. Não é para menos, já que é a primeira obra publicada sobre etiqueta no Facebook.

Leandra afirma que sua pretensão nunca foi querer regrar o que as pessoas postam ou deixam de postar, até porque liberdade de expressão é um direito de todos. Porém, o livro tem o objetivo de guiar os usuários do Facebook para que tenham bom senso ao publicar conteúdos. O anseio dos leitores por um material que falasse sobre isso ficou claro, logo no primeiro mês a primeira edição se esgotou nas livrarias.

 

Livro Digital 

O livro de Leandra Zanqueta também pode ser encontrado em formato digital (e-book) na Apple, Amazon, Kobo, Saraiva, entre outras importantes e-bookstores .

Dessa forma, a obra pode ser baixada em tablets, smartphones por meio do i-tunes e do Google Play, para ser lida em qualquer lugar.

A própria autora conta que é adepta à leitura digital:

“É fundamental. A velocidade tecnológica vem nos impondo mudanças drásticas também nos hábitos de leitura. O conteúdo digital literário é o futuro que já chegou, e quem não se adaptar rapidamente a essa realidade vai ser extinto ou minguar. Hoje, a maioria dos livros que leio são todos digitais. Só leio os de papel quando sou presenteada ou o título não existe no formato digital. É muito mais prático, em todos os sentidos. Carrego o meu tablet na bolsa com uma porção de livros na “library”, e em qualquer lugar que eu esteja, consigo acessá-los; já, se fossem de papel, seria impossível carregá-los todos comigo”.

Add Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

WordPress Themes